O vencedor da 2ª edição do concurso de fotografia Portugal-Marrocos: Olhares cruzados é Rui Fernandes, com a foto “Nevoeiro mágico”, tirada em Essaouira, que evoca as tradições piscatórias dos dois países.

O segundo classificado é João Paulo Dias. O movimento das gaivotas na foto “Voando em Essaouira”, num fundo de céu azul e de uma cidade portuária, remete para um universo comum a Portugal e a Marrocos.

Hicham El Banine e a foto “Moulay Idrissi Zerhoun” ganham o terceiro prémio. O forte cromatismo da foto e o modo pitoresco como a cidade é apresentada criam paralelos com paisagens tipicamente portuguesas, nomeadamente no sul.

O júri decidiu atribuir ainda menções honrosas a outros dois trabalhos de Rui Fernandes, “O pescador” e “O arco”, que se distinguem pela sua sensibilidade estética.

O júri desta 2ª edição do concurso de fotografia foi composto pela fotógrafa portuguesa Inês Gonsalves, pelo diretor do Museu Nacional da Fotografia de Rabat, Soufiane Er-Rahoui, e pela agente cultural Neuza Polido, do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua.

O concurso de fotografia Portugal-Marrocos: Olhares cruzados foi lançada por ocasião do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades para promover através da expressão fotográfica os laços, passados e presentes, entre os dois países.

Agradecendo a participação de todos e o trabalho incansável do júri, a Embaixada de Portugal tem o prazer de apresentar as fotos premiadas.

 

Nevoeiro Mágico, de Rui Fernandes

1º Prémio: Nevoeiro Mágico, de Rui Fernandes

 

Voando em Essaouira, de João Paulo Dias

2º Prémio: Voando em Essaouira, de João Paulo Dias

 

Moulay Idriss Zerhoun

3º Prémio: Moulay Idriss Zerhoun, de Hicham El Banine

 

O Pescador, de Rui Fernandes

Menção honrosa: O Pescador, de Rui Fernandes

 

O Arco, de Rui Fernandes

Menção honrosa: O Arco, de Rui Fernandes

  • Partilhe